Autor do Mês - Manuela de Azevedo

Manuela Saraiva de Azevedo (Lisboa, 31 de agosto de 1911 – Lisboa, 10 de fevereiro de 2017) foi uma jornalista e escritora portuguesa, tendo sido a primeira jornalista mulher a ter carteira profissional em Portugal. Trabalhou como redactora no jornal "República", foi chefe de redacção na revista "Vida Mundial" no período de 1942 a 1945. Entre novembro de 1945 e novembro de 1956, foi redatora do Diário de Lisboa, de onde saiu em conflito com Mário Neves, diretor-adjunto. Viria a ingressar no Diário Ilustrado durante um breve período, antes de ser contratada pelo Diário de Notícias, jornal que serviu até à reforma como redatora cultural e crítica teatral.

Fundou, em 1977, a Associação para a Reconstrução e Instalação da Casa-Memória de Camões em Constância, atualmente designada Associação Casa-Memória de Camões em Constância, da qual foi presidente até ao limite das suas forças e depois presidente honorária. Deixou em Constância uma obra verdadeiramente notável: o Monumento a Camões do escultor Lagoa Henriques, o Jardim-Horto de Camões desenhado pelo arquiteto-paisagista Gonçalo Ribeiro Telles e a Casa-Memória de Camões, erguida sobre as ruínas consolidadas e classificadas como imóvel de interesse público da casa quinhentista que a tradição popular diz ter acolhido o poeta durante o seu desterro em Punhete (atual Constância).

Em 2015 o Presidente da República condecorou-a com a Ordem da Instrução Pública, depois de, já antes, ter recebido outras condecorações (por Mérito, Liberdade e Luta pela Liberdade, em 1995 e 2014).

Foi homenageada pelo Sindicato dos Jornalistas, no dia em que fez 105 anos, a 31 de Agosto de 2016.

Obras disponíveis da Autora na Rede Concelhia de Bibliotecas de Constância:

http://bibliotecas-backoffice.constancia.pt/cgi-bin/koha/catalogue/search.pl?q=manuela+de+azevedo


Eventos

janeiro 2021
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31